O que os esportes não profissionais do verdão ganham com a votação do dia 4?

No próximo dia 4, na sede social da Sociedade Esportiva Palmeiras, será votada pelos sócios do clube as mudanças vigentes relacionados ao estatuto do clube. Aprovada pelo conselho deliberativo do clube, as novas propostas precisam ser ratificadas pelos sócios do clube e, caso passem, poderão dar maior protagonismo e profissionalismo para o Palmeiras, principalmente no campo esportivo.

Dentre as diversas alterações, certamente, a adequação da Lei de Incentivo ao Esporte e a mudança de anos do mandato presidencial de dois anos para três anos, são as propostas mais relevantes. Em relação esta última, poucos clubes no Brasil ainda possuem um mandato de presidente com apenas dois anos. Apenas Internacional, Chapecoense e o Palmeiras, a maioria dos clubes e, sobretudo, os internacional têm como duração do cargo presidencial o período de três anos. Além de dar maior estabilidade política para o presidente, com essa alteração é possível realizar uma análise mais balanceada dos resultados do mandato e, principalmente, realizar projetos mais duradouros.

Paulo Buosi, diretor admisntrativo da Sociedade Esportiva Palmeiras, comentou sobre a importância de um mandato de três anos. ‘’ O mandato de dois anos só é conveniente para quem vive  no jogo político. Quem se preocupa com planejamento, governança e gestão, indiscutivelmente , prefere e deseja o mandato de três anos como algo melhor ou próximo do ideal’’.

Outra mudança proposta é o uso da Lei de Incentivo ao Esporte.  Ela permite que empresas e pessoas físicas invistam parte do que pagariam de Imposto de Renda em projetos esportivos aprovados pelo Ministério do Esporte. As empresas podem investir até 1% desse valor e as pessoas físicas, até 6% do imposto devido.

siro
Foto: Divulgação/LNB

Com o seu uso, os esportes olímpicos do verdão teriam maior investimento, maior autonomia e o trabalho que já é muito bem realizado, sobretudo na base do basquete e futsal teria maior protagonismo a nível nacional. Além disso, com a implementação da lei de incentivo, as equipes adultas desses esportes poderiam ser reativadas. No Brasil, alguns times são referências no esporte olímpico muito devido ao uso dela. É o caso do Clube de Regatas do Flamengo, Minas Tênis Clube e do Esporte Clube Pinheiros, equipes dominam o esporte armador no país.

À frente dos esportes olímpicos do verdão, Gilson Marques e Enrique Guillen são os diretores de esportes não profissionais da Sociedade Esportiva Palmeiras. Por sua vez, o futsal é comandado pelos diretores Ademir Rodriges e Gilberto Marques. Já o basquete do verdão fica sob comando dos diretores Vinicius Capucci e Humberto Consolo Fernandes, o Betão, que assumiu recentemente o departamento.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s