Arquivo da categoria: Palmeiras

Sob comando de Toca e com elenco renovado, Sub-16 do Verdão almeja o título do Estadual

A equipe Sub-16 do Palestra está de cara nova para este ano. Treinada pelo estudioso e promissor técnico Rafael “Toca” Santos, o alviverde reforçou muito bem o elenco para este ano em comparação com o Sub-15 de 2019, que foi vice-campeão Metropolitano e bronze Estadual. As duas carências do alviverde: a ausência de um pivô dominante e de reservas à altura dos titulares foram praticamente sanadas.

Chegaram para este ano o versátil e atlético armador Isaac, ex Pinheiros e Intututo Superação, o ala-armador Matheus Rocha (Cestinha – RS), os alas Leonardo Moura (Benfica) e Francisco (Maringá), o ala-pivô Leandro (Mackenzie) e os dominantes pivôs André Moschen e Augusto (Maringá). Permaneceram os armadores Gabriel Caldeira e Diogo Castro, os alas-aramdores Henrique e João, o ala Angelo e o pivô Gabriel Pinheiro. Além deles, o ala Marcelo e ala-pivô Vinicius, ambos do Sub-15, devem compor o elenco do Sub-16.

Gabriel Caldeira será uma das armas do Sub-16 (Foto: Michael Oliveira/Federados)

Das contratações, vale enfatizar a vinda do pivô André. Com 2.01 metros de altura, o novo pivô do Palestra será o xerife do garrafão da equipe de Toca. Com ótimo físico, irá resolver o problema dos rebotes do alviverde. Além disso, tende a formar uma perigosa dupla a ser explorada com o armador Gabriel Caldeira, de ótima visão de jogo. Além de André, o ala Leonardo Moura, que chegou por meio de peneira, é outro que merece destaque. Com boa estatura, o atleta possui ótimos fundamentos e, sobretudo, técnica, Será um reserva de luxo para o craque Angelo Consorrte, cestinha do Palmeiras em 2019, com médias de 17.76 pontos por jogo.

André atuava na equipe do capixaba do Cetaf (Foto: Dayana Souza/Divulgação)

Com a chegada desses sete reforços, somando com a permanência da espinha dorsal, sobretudo do “Big Three” Caldeira, Angelo e Diogo Castro, que combinou para 48.44 pontos em 2019, o Palmeiras se apresenta como favorito ao título. A equipe de Toca, além de estar com um elenco extremamente forte e coletivo, terá ótimas opções e variações ofensivas para serem usadas durante o ano. Vale ressaltar ainda que, dos treze jogadores do elenco, sete possuem 1.95 m de altura ou mais. Se seremos campeões, só o tempo nos dirá, mas o trabalho foi feito pensando nisso.

Com retorno de Willians e reforços, Sub-15 do Verdão é candidato ao título

Após assumir a função de coordenador do basquete da Sociedade Esportiva Palmeiras em 2019, Willians Manzini regressa às quadras e será o comandante do nosso Sub-15 neste ano. Enquanto técnico do Palestra, Will conquistou mais dez títulos, convocações para Seleções Paulista e ainda lapidou alguns craques da nossa base, como Yago, Jaú, Nicolas Ronsini, Tiago Faria, Matheus Leoni, Guilherme Tesch, entre outros.

Willians retorna ao Verdão após ficar um ano fora das quadras (Foto: Michael Oliveira/Federados)

Para esta temporada, Willians manteve a ótima base formada em 2019 pelo técnico Marcelo ”Rato” Ribeiro e adicionou boas peças. Com passagem pela Seleção Brasileira Sub-14, ex Mackenzie e com médias de 22.15 pontos, Marcelo chega ser protagonista do alviverde. Nathan, ex São Bernardo e com médias de 12.13 pontos, também é outro importante reforço do Palestra. Os dois chegam para resolver o problema do Palmeiras nas laterais e, sobretudo, para aumentar o potencial ofensivo da equipe de Willians.

Marcelo será um dos destaques do Sub-15 (Michael Oliveira/Federados)

Com o retorno de Willians, o Palmeiras não ganha apenas um técnico vencedor. Sua volta significa sinônimo de muito aprendizado e desenvolvimento de nossos atletas. Will é especialista em lapidar talentos e aproveitar ao máximo o potencial de seus jogadores. Além disso, sua postura dentro da quadra é exemplar, intensa e contagia qualquer um. Um exímio mestre que merece respeito e admiração.

Com o regresso do maior técnico de nossa base, a vinda de Marcelo e Nathan, somado com a permanência do trio pontuador Michael Leoni, Diogo Degan e Enzo Strupeni, o Palmeiras, além de ter um elenco muito mais homogêneo e qualificado, é favorito ao título. Se será campeão, só o tempo nos dirá, mas o trabalho está sendo muito bem feito para isso.

Em 2019, o Palmeiras foi vice-campeão do Metropolitano e Estadual (Foto: Michael Oliveira/Federados)

Vale a liderança: Sub 15 do verdão enfrenta o pinheiros nesta sexta-feira

Embalado por duas vitórias fora de casa, contra o Clube de Campo de Rio Claro e São José dos Campos, a equipe Sub 15 do alviverde volta à quadra nesta sexta-feira, pela Fase de Classificação, que antecede as finais da competição, ou seja, decide quem terá o direito de sediar o quadrangular final. Sob comando do técnico Marcelo ”Rato” Ribeiro, às 17 horas, no Palmeiras, as Cria do Palestra medem forças contra o Esporte Clube Pinheiro. (https://www.facebook.com/events/487126202075879/ evento do jogo no Facebook).

O jogo, que por si só já é pegado, quente por ser um clássico na base, tem outro ingrediente especial. Ambas equipes estão invictas e ao vencedor, valerá a liderança da competição. Na fase inicial, o Palestra venceu em casa, já o Pinheiros levou a melhor no Ginásio Azul.

caldeira foi destaque no jogo no Palestra entre os times (Michael Oliveira/Federados)

Apesar da equipe pinheirense ser extremamente forte, sobretudo no jogo interno, o alviverde imponente tem, certamente, o melhor perímetro da categoria, que pode fazer a diferença. Gabriel Caldeira e Diogo Castro formam uma dupla de armação de extremo respeito. Enquanto o primeiro se destaque por suas jogadas desconcertantes, sua extrema habilidade e capacidade de distribuir o jogo, Diogo é exímio chutador dos três pontos e ótimo infiltrador.

Além da dupla, Rato tem outra arma no perímetro. Vindo do banco de reservas, o ala-armador Henrique é, com sombras de dúvida, o 6° homem do verdão. Sempre que entra, faz a diferença. Ótimo marcador, o atleta ainda possui grande facilidade em pegar rebotes e fazer pontos de segundas oportunidades.

Henrique faz a diferença no ataque e na defesa (Foto: Michael Oliveira/Federados)

Pará aparece em ranking entre os 100 melhores prospectos da categoria

Um dos maiores destaques da base palestrina deste ano, o jovem armador Matheus ”Pará” Leoni figura entre os cem melhores atletas da categoria Sub 16. Segundo o site Euro Basket, o palestrino ocupa a 74° posição (https://www.eurobasket.com/Top-Prospects/basketball.asp?Year=1). Além dele, outro ex atleta da Palmeiras está na lista. O ala Matheus Semeghuini, campeão Metropolitano e Estadual com o Sub 12 e Sub 13 do verdão e hoje na Itália, aparece na 69° posição.

Matheus, carinhosamente, chamado por Irving do Acaí, chegou no alviverde no ano de 2018 após passagem pelo Paysandu e ser campeão com a seleção brasileira Sub 14 pelo Sul-Americano. Pelo Palestra, o jovem armador sagrou-se campeão Estadual Sub 16 e vice-campeão Metropolitano Sub 15.

Neste ano, além de atuar pela sua categoria, joga pelo Sub 17 e deverá compor compor ainda o elenco do Sub 19. o Atleta ainda recentemente foi convocado para a seleção brasileira Sub 16 (https://basquetepalestrino.org/2019/05/02/palmeiras-tem-tres-convocados-para-selecao-brasileira-sub-16/)

Palmeiras têm três CONVOCADOS para seleção brasileira sub 16

Em grande fase na temporada de 2019, o basquete da Sociedade Esportiva Palmeiras teve nessa terça (30) três convocados para a seleção brasileira Sub 16, que irá disputar a Copa América da categoria, disputada em Belém (PA), de 03 a 09 de junho. Os palestrinos Matheus ”Pará” Leoni, João Victor e João ”Shaw” Scopel são os representantes do verdão na seleção.

Além dos três atletas do alviverde, a seleção brasileira será treinada pelo técnico Felipe Luiz Santana, o Filé, ex técnico da base palestrina. Comandou o alviverde até o o primeiro semestre de 2018 e, durante a passagem pelo Palestra, foi um dos responsáveis por formar atletas como Yago Matheus e Gabriel Jaú. Ademais, levou o Palmeiras ao título Estadual Sub 19, em 2015, após longos 32 anos de tabu. Outra ex figura do alviverde que está na seleção é o ala Guilherme Tesch, de apenas 15 anos, que hoje atua Wasatch Academy e defendeu a SEP em 2018.

Conheça os convocados do Palestra:

Desde o ano de 2018 no alviverde, Matheus vem se consolidando como uma das grandes promessas da base brasileira. Com 1m84 de altura, o armador é o grande destaque da equipe Sub 16 do Palestra. Com ótimo controle de bola, extrema técnica e cadência de jogo, possui ainda exímio chute do perímetro. Esta será a terceira passagem de Pará pela seleção. O atleta fez parte do grupo
campeão invicto do título sul-americano Sub-14 conquistado pelo Brasil, em 2017 e também do título do também Sul-Americano, mas Sub 15, em 2018.

Cria do Palestra, o atlético ala-armador Joãozinho é, indiscutivelmente, um dos atletas que mais evolui na base palestrina para esta temporada. Desde o Sub 12 no alviverde, conquistou o Metropolitano e Estadual Sub 12 e Sub 13 e o Estadual Sub 16 (2018). Com um dos melhores jogos de coast to coast, isto é, pegar a bola no campo de defesa e levar a bola com agressividade ao campo de ataque, o atleta ainda é especialista em infiltrações.

Reforço para esta temporada, Shaw chegou ao alviverde por indicação do técnico palestrino Rafael ”Toca” Santos. Com 1m93 de altura, o ala é uma das gratas surpresas da base do verdão deste ano. Titular absoluto na equipe Sub 16 do Palestra, além de atuar como ”3”, possui mobilidade para jogar dentro do garrafão como ”4”. Além disso, possui é técnico e possui bom chute do perímetro.

Sábado de choque-rei para a base palestrina

Neste sábado (13), a base palestrina encara as equipes de base do São Paulo Futebol clube. Do Sub 12 ao Sub 15, os palestrinos jogarão todos os jogos fora de casa, no Ginásio do Morumbi, localizado na Rua Erasmo de Texeira de Assunção, 130 (portão 13).

Sub 12: Com um início arrasador, a equipe Sub 12, comandada pelo técnico Gustavo Rocha, acumula três vitórias em três jogos. Às 9 horas enfrentam o time do Morumbi e, em caso de triunfo, assumem a liderança isolada da competição.

Sub 13: Também treinada pelo coach Gustavo, o Sub 13 do alviverde tem a chance de se recuperar do revés diante o Basquete Regatas. Liderado pelo trio Enzão (20.5 PPG), Vinicius CarluccI (15.6 PPG) e Jonathan (14.3 PPG), os Crias do Palestra entram em quadra às 13 horas.

Enzo e Jonathan são destaques da equipe Sub 13 (Foto: Caio Carlucci)

Sub 14: Após uma convincente vitória diante o São Caetano, o plantel do técnico Marcelo ‘’Rato” Ribeiro tem a chance de encostar nos líderes do Campeonato Metropolitano. Às 11 horas enfrentamos os donas da casa.

Sub 15: Confronto mais aguardado do final de semana, duelam às 15 horas. Em 2018, o verdão foi campeão Metropolitano justamente diante o São Paulo. Já na decisão do Estadual, o time do Morumbi deu o troco no alviverde. Líder absoluto da competição, os palestrinos que também são comandados pelo coach Rato, venceram todos os seus quatro jogos (Campinas, Rio Claro, Pinheiros e Regatas).

O armador Caldeira é um dos grandes destaques da equipe Sub 15 do Palestra (Foto: Caio Carlucci)

A vitória no derby pelo sub 19: a mesma instituição, mas cenários diferentes

Enquanto Zé Rafael cobrava o pênalti que levou ao adeus do Palmeiras pelo Campeonato Paulista, no mesmo horário, quilômetros longe do Allianz Parque, a mesma intuição, o mesmo clube, jogava contra Sport Corinthians Paulista, mas pelo time Sub 19 do Basquete alviverde.

Em pleno Ginásio Wlamir Marques, casa do SCCP, o verdão foi guerreiro e honrou nosso manto. Apesar dos desfalques de Iago, Robson e Diego, os palestrino defenderam nossa camisa, não passaram vergonha e venceram os mandantes pelo imponente placar de 77 a 57. Vinicius Chagas, com 17 pontos e 7 rebotes, e Brunão, atleta do Sub 17 , mas que sobe de categoria, com 10 pontos, foram os destaques do alviverde.

Não é de hoje que a base do verdão fez fazendo bonito. Apesar de há anos sem disputar o NBB, nossos meninos ano a ano vem fazendo história. Yago, que brilha no Paulistano, recententemente jogava no verdão. Gabriel Jaú o mesmo. Com um investimento infinitamente menor que o do futebol, o basquete do alviverde é gigante. Incomoda os outros, nos enche de orgulho e merece um pouco mais de visibilidade e atenção. Jogam por amor, por respeito ao Palmeiras. Dê um pouco de sua atenção para nossa base. Ela merece, os jogadores merecem e honram muito mais que eles do futebol.