Arquivo da categoria: Seleção

Palmeiras têm três CONVOCADOS para seleção brasileira sub 16

Em grande fase na temporada de 2019, o basquete da Sociedade Esportiva Palmeiras teve nessa terça (30) três convocados para a seleção brasileira Sub 16, que irá disputar a Copa América da categoria, disputada em Belém (PA), de 03 a 09 de junho. Os palestrinos Matheus ”Pará” Leoni, João Victor e João ”Shaw” Scopel são os representantes do verdão na seleção.

Além dos três atletas do alviverde, a seleção brasileira será treinada pelo técnico Felipe Luiz Santana, o Filé, ex técnico da base palestrina. Comandou o alviverde até o o primeiro semestre de 2018 e, durante a passagem pelo Palestra, foi um dos responsáveis por formar atletas como Yago Matheus e Gabriel Jaú. Ademais, levou o Palmeiras ao título Estadual Sub 19, em 2015, após longos 32 anos de tabu. Outra ex figura do alviverde que está na seleção é o ala Guilherme Tesch, de apenas 15 anos, que hoje atua Wasatch Academy e defendeu a SEP em 2018.

Conheça os convocados do Palestra:

Desde o ano de 2018 no alviverde, Matheus vem se consolidando como uma das grandes promessas da base brasileira. Com 1m84 de altura, o armador é o grande destaque da equipe Sub 16 do Palestra. Com ótimo controle de bola, extrema técnica e cadência de jogo, possui ainda exímio chute do perímetro. Esta será a terceira passagem de Pará pela seleção. O atleta fez parte do grupo
campeão invicto do título sul-americano Sub-14 conquistado pelo Brasil, em 2017 e também do título do também Sul-Americano, mas Sub 15, em 2018.

Cria do Palestra, o atlético ala-armador Joãozinho é, indiscutivelmente, um dos atletas que mais evolui na base palestrina para esta temporada. Desde o Sub 12 no alviverde, conquistou o Metropolitano e Estadual Sub 12 e Sub 13 e o Estadual Sub 16 (2018). Com um dos melhores jogos de coast to coast, isto é, pegar a bola no campo de defesa e levar a bola com agressividade ao campo de ataque, o atleta ainda é especialista em infiltrações.

Reforço para esta temporada, Shaw chegou ao alviverde por indicação do técnico palestrino Rafael ”Toca” Santos. Com 1m93 de altura, o ala é uma das gratas surpresas da base do verdão deste ano. Titular absoluto na equipe Sub 16 do Palestra, além de atuar como ”3”, possui mobilidade para jogar dentro do garrafão como ”4”. Além disso, possui é técnico e possui bom chute do perímetro.

Belém será a sede da copa AMÉRICA sub 16; confira os POSSÍVEIS NOMES palestrinos

Nessa segunda, primeiro de abril, a FIBA anunciou que a cidade de Belém, capital do Pará, será a sede da Copa América deste ano Sub 16. O Torneio será disputado na Arena Guilherme Paraense, de 3 a 9 de junho, e contará com a participação do Brasil, Argentina, Canadá, Estados Unidos, México, Porto Rico, República Dominicana e Uruguai. As quatro melhores equipes se classificarão para a Copa do Mundo Sub-17 Masculina, em 2020.

Presidente da Confederação Brasileira de Basketball, Guy Peixoto, comentou sobre a importância do torneio ser em território nacional ” Estou muito feliz com a confirmação de Belém como sede da Copa América Sub-16 Masculina, uma competição extremamente importante, visto que é classificatória para a Copa do Mundo Sub-17, que será jogada em 2020. Um evento dessa magnitude fortalece ainda mais o basquete de base brasileiro, além de auxiliar no desenvolvimento da modalidade na região Norte, que terá a chance de acompanhar de perto um campeonato com as grandes potências do continente pela primeira vez em sua história”.

Apesar da lista oficial ainda não ser divulgada, nomes palestrinos serão convocados e outros devem pintar na seleção brasileira. Confira os possíveis atletas do alviverde na Copa América.

Matheus Leoni:

Natural de Pará, o armador foi o melhor jogador da categoria Sub 15 em 2018. Além disso, esteve presente no título Sul-Americano Sub 15 da seleção, que culminou na classificação brasileira para a Copa América Sub 16. Apesar de ter extrema qualidade, habilidade e, perincipalmente, técnica, Matheus ainda apossui ótima visão de jogo, é um exímio arremessador dos três pontos e certamente está entre os maiores expoentes da base palestrina neste século. Além de ser figura certa na lista brasileira, deverá ser titular na competição e um dos destaques gerais da competição. No Palestra, joga pelo Sub 16, Sub 17 e Sub 19.

João Victor Capela Dos Santos:

Assim como Matheus, esteve presente na seleção do ano passado e será nome certo para a deste ano. Tem um jogo complementar ao de Pará, formando, indiscutivelmente, a melhor dupla de armadores da base nacional. Com 1.85 metros de altura, o ala-armador mostrou grande evolução para esta temporada. Além do seu arremesso estar mais consolidado, Joãozinho melhorou o seu já bom físico e, sobretudo, o jogo de transição e infiltração. Quando bate para dentro do garrafão, consegue facilmente realizar bandejas.

Joãozinho em confronto pelo Sub 17 (Foto: Michael Oliveira/Federados)

Gustavo Henrique Almeida de Santana

Novidade palestrina para esta temporada, o atlético ala-pivô chegou após ser destaque no Londrina. Esteve na primeira lista, mas foi cortado posteriormente. Nesta temporada pelo verdão, Gustavo vem mostrando ser extremamente dominante no garrafão, além de ser uma máquina de rebotes. O atleta ainda apossui bom arremesso do perímetro.

Ian Vitor Nolli Santos:

Outro reforçado para esta temporada, Ian realizou um grande ano pelo Clube de Campo de Rio Claro em 2018 e deveria ter sido convocado ano passado por comandar o time do inteiro ao terceiro lugar no Metropolitano. Ala-armador de origem, vem atuando também como armador, mostrando ser versátil e um ”coringa” em quadra. É o sexto homem do Sub 16 do alviverde neste ano. Inteligente e com ótima visão de jogo, o palestrino, além de mostrar eficiência em dar assistências, possui também facilidade em realizar precisas infiltrações e capacidade de pegar rebotes.

Gabriel Caldeira:

Mais uma novidade para a base da Sociedade Esportiva Palmeiras em 2019, o jogador chega após ótimas seguidas temporadas pelo Mackenzie. Apesar de atuar pelo Sub 15 do verdão, é disparado o melhor armador da categoria e tem o mesmo rendimento quando sobe para o Sub 16. Com extrema habilidade, Caldeira tem facilidade em infiltrar e é especialista do perímetro. É o cestinha do Metropolitano Sub 15.

Caldeira em atuação pelo Sub 15 (Foto: Caio Carlucci)